"99 não é 100": Humanizar-se com o lixo.

Alguns dos maiores problemas que surgiram com o crescimento da urbanização no Brasil foram o aumento da quantidade de lixo produzido e a acentuação do desemprego, ocasionado pelo envelhecimento da população e consequente elevação na quantidade de pessoas economicamente ativas, das quais uma grande porcentagem não encontra ocupação ou acaba no trabalho informal. Com isso, o que muita gente não imagina, é que algumas pessoas por falta de opção e oportunidades, acabam indo buscar seu sustento nos famosos lixões e aterros sanitários espalhados ao redor dos grandes centros urbanos; esse material que equivocadamente chamamos de lixo, acaba se convertendo em renda para muitas famílias, que além de tudo, impedem que boa parte dessas matérias não biodegradáveis poluam o meio ambiente ou piorem o caos urbano em épocas de chuvas fortes levando a enchentes.

O documentário “Lixo Extraordinário”, mostra a vida ofuscada das pessoas que vivem a realidades dos lixões e aterros sanitários, e fazem dos mesmos o seu ganha-pão. Pessoas que mesmo com todas as dificuldades nos levam a refletir sobre a importância do catador de lixo para a sociedade e como humanizar-se muitas vezes independe de diploma. O lixo ganha um novo sentido nesse documentário, se transformando em arte e reflexão. Quem ainda não assistiu, precisa ver o quanto antes!

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=udpDCiLrg4k]

O Segredo dos Lírios

Hoje minha indicação é um vídeo que conheci através de um amigo e achei muito bacana, um micro-documentário chamado ‘O Segredo dos Lírios’, que registra alguns depoimentos de mães que contam como é a relação com suas filhas homossexuais, de como se sentiram quando descobriram que suas filhas são gays e como a descoberta modificou para melhor seus relacionamentos familiares. Vale a pena conferir:

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=t4vW_I-G9c0]

Will, obrigada pela dica!