Dica de Livro do Dia #6 – O Meu Pé de Laranja Lima

Todo o meu amor pela literatura nasceu à partir desse livro, que até hoje é um dos que mais gosto. É uma obra de ficção que conta a história de Zezé, um menino de origem própria, que aprende sobre as mazelas da vida desde muito cedo, e divide sua vida com seu pequeno pé de laranja lima.

É um livro infanto-juvenil, ótimo para dar de presente para crianças à partir dos 11 anos de idade! Vale cada página!

Sinopse: Retrata a história de um menino de seis anos chamado Zezé, que pertencia a uma família muito pobre e muito numerosa. Zezé tinha muitos irmãos, a sua mãe trabalhava numa fábrica, o pai estava desempregado, e como tal passavam por muitas dificuldades, pelo que eram as irmãs mais velhas que tomavam conta dos mais novos; por sua vez, Zezé tomava conta do seu irmãozinho mais novo, Luís.

Zezé era um rapazinho muito interessado pela vida, adorava saber e aprender coisas novas, novas palavras, palavras difíceis… que o seu tio lhe ensinava. Contudo, passava a vida a fazer traquinices pela rua, a pregar partidas aos outros e muitas vezes acabava por ser castigado e repreendido pelos pais ou pelos irmãos, que passavam a vida a dizer que era um mau menino, sempre a fazer maldades. Todos estes fatores e o fato de não passar muito tempo com a mãe, visto que esta trabalhava muito, faziam com que Zezé, muitas vezes, não encontrasse na família o carinho e a ternura que qualquer criança precisa.

Ao mudarem de casa, Zezé encontra no quintal da sua nova moradia um pequeno pé de laranja lima, inicialmente a idéia de ter uma árvore tão pequena não lhe agrada muito, mas à medida que este vai convivendo com a pequena árvore e ao desabafar com esta, repara que ela fala e que é capaz de conversar consigo, tornando-se assim o seu grande amigo e confidente, aquele que lhe dava todo o carinho que Zezé não recebia em casa da sua família.

Ao longo da história vão acontecendo vários episódios na vida deste menino, uns mais alegres, outros mais tristes, que nos transmitem uma grande lição de vida e do modo como agir perante diversas situações, pois apesar de ter apenas cinco anos, Zezé já tinha atitudes que qualquer criança comum nunca teria, fazendo-nos então pensar um pouco à cerca de nós mesmos e das nossas atitudes perante determinadas situações.

Dica de Livro do Dia #5 – Vale Tudo: O Som e a Fúria de Tim Maia, de Nelson Motta

A biografia de Tim Maia é excelente, dá vontade de fazer barulho! Tim Maia era autêntico, irreverente, estava sempre insatisfeito, queria sempre mais e o melhor, e não tinha medo de dizer o que pensava. Sua biografia é um sopro de vontade de questionar e mudar as coisas!

Sinopse: Preto, gordo e cafajeste, formado em cornologia, sofrências e deficiências capilares. Era assim que Tim Maia o cantor que integrou o soul e o funk aos ritmos brasileiros se definia. A partir de uma pesquisa assombrosa e de uma intensa convivência com Tim Maia, o jornalista e produtor musical Nelson Motta conta, no ritmo irresistível do rei do samba-soul, a sua história de som, fúria e gargalhadas.

Filme da Semana #1 – A Hora do Pesadelo (1984)

Semana passada comecei a rever toda a filmografia de “A Hora do Pesadelo”, que havia visto há muito tempo, provavelmente antes dos 14 anos! Confesso que não sou muito fã de filmes de terror, eles não me metem medo, mas os filmes de Freddy Krueger são muito bons, um misto de fantasia e contos de Serial Killers!

A filmografia de ‘A Hora do Pesadelo’ contém 8 filmes, sendo dois deles recentes:

  • A Hora do Pesadelo (1984)
  • A Hora do Pesadelo 2: A Vingança de Freddy (1985).
  • A Hora do Pesadelo 3: Guerreiros dos Sonhos (1987).
  • A Hora do Pesadelo 4: Mestre dos Sonhos (1988).
  • A Hora do Pesadelo 5(1989).
  • Pesadelo Final: A Morte de Freddy (1991).
  • O Novo Pesadelo (1994).
  • Freddy vs. Jason (2003).
  • A Hora do Pesadelo – O Novo Pesadelo, O Retorno de Fredy Krueger (2010)
[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=_JqlFccURI0]
One, two, Freddy is coming for you.
Three, four, better lock your door.
Five, six, grab your crucifix.
Seven, eight, gonna stay up late.
Nine, ten, never sleep again.
*Curiosidade: esse foi o primeiro filme estrelado por Johnny Depp. Olha ele aí!

Dica de Livro #4 – Frida Kahlo, de Rauda Jamis

Frida Kahlo, o livro, conta a história da pintora mexicana que foi uma das grandes artistas do século passado. Dona de uma história de vida incrível, mulher, portadora de deficiências físicas, artista, bissexual, apaixonada por Diego Rivera, Frida Kahlo nos surpreende ao revelar uma mulher extremamente incomum para a época, com uma força e perseverança descomunais e, acima de tudo, humana! Frida usava sua arte como forma de expurgar alguns de seus demônios, e olha que eles não eram poucos!

É um livro que requer tempo e vontade de repensar algumas questões de vida. Li duas vezes e acredito que tenha feito um bem enorme à minha sanidade.

Sinopse: Baseada nas melhores fontes de documentação, escrita com entusiasmo e sensibilidade, esta biografia romanceada traça o retrato de uma mulher extraordinária, dilacerada por terríveis sofrimentos físicos e uma imensa força de criação. Apresenta além disso o quadro de uma época, do México revolucionário aos riquíssimos salões novaiorquinos, passando pelas galerias surrealistas de Pari dos anos 30. Conhecer a vida de Frida Kahlo significa conhecer também a vida de Diego Rivera, seu marido, além de facetas importantes de homens como Trotski, Picasso, Breton, Duchamp, Kandinsky e outros.

“Meu corpo é um marasmo. E eu não posso mais escapar dele. Como o animal que sente sua morte, sinto a minha tomar lugar na minha vida e com tanta força, que me tira qualquer possibilidade de combater. Não me acreditam, tanto me viram lutar. Não ouso mais acreditar que eu poderia estar enganada, esse tipo de relâmpago está se tornando raro … As noites são longas. Cada minuto me amedronta e eu sinto dores por toda parte, por toda parte. Os outros se preocupam e eu gostaria de poupá-los disso. Mas o que é que alguém pode evitar para os outros quando a si mesmo em nada conseguiu poupar da própria sina? A aurora está sempre distante demais. Já não sei se a desejo ou se o que eu quero mesmo é penetrar mais fundo dentro da noite. Sim, talvez seja melhor acabar com tudo.”

PS. Quem se interessar pela história, pode assistir também ao filme! É excelente e traz caracterizações, atuações, cenários e uma fotografia admiráveis.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=vZTzswc19ac]

Dica de Livro do Dia #3 – Eu sou Ozzy

Havia quem dissesse que Ozzy jamais escreveria um livro na vida, mas ele provou o contrário e acabou escrevendo um dos livros mestres de venda nos últimos tempos!

“Eu sou Ozzy” começa um tanto morno, mas ao poucos, já nas primeiras páginas, revela que grandes histórias estão por vir!

É um livro para quem gosta de rock e, acima de tudo, de boas histórias para rir. Ozzy tem várias delas! De escrita leve, cativante e fácil, a autobiografia nos mostra mais do que um roqueiro alucinado!

Sinopse: Ozzy Osbourne é um dos nomes mais importantes no rock. Ao formar a banda Black Sabbath, ele ajudou a moldar um estilo que, anos mais tarde, se tornaria conhecido no mundo todo e adorado por milhares de fãs. Além do impacto musical, sua personalidade carismática e desvairada foi responsável por sua popularidade. Nos anos loucos em que esteve à frente do Sabbath, Ozzy protagonizou episódios de exageros com drogas, os quais resultaram em sua saída do grupo. Iniciou uma carreira solo bem-sucedida, também permeada pelos excessos. Após a morte trágica do guitarrista de sua banda e grande amigo Randy Rhoads em um acidente de avião, Ozzy diminuiu o ritmo e a intensidade de seu comportamento, mas nunca o talento. Lançou discos excelentes que se tornaram clássicos e voltou a se reunir em algumas turnês com a antiga formação do Black Sabbath. Formou uma família tão feliz quanto insólita, o que lhes rendeu o convite para protagonizarem um reality show na MTV, “The Osbournes”. Nesta autobiografia, o “madman” conta em detalhes e com muito humor sua trajetória de sucesso, escândalos, amor e muito rock ‘n’ roll.

PS. Não leia em locais públicos! Você dará tantas risadas que será difícil não se passar por louco também!

Dica de Livro do Dia #2 – O Garoto da Casa ao Lado, Meg Cabot

A dica de hoje é para descontrair! O fim de semana se aproxima e como a previsão do tempo é de muita chuva e frio, se você estiver procurando por um livro para passar o tempo, se divertir e dar boas risadas, leia O Garoto da Casa ao Lado!

Vou logo avisando que é um livro infanto-juvenil, logo, não espere maravilhas filosóficas e sagazes dele. Vamos imaginá-lo como um bom substituto para a sessão da tarde!

O grande diferencial desse livro é que toda a sua trama é contada através de e-mails que os personagens trocam entre si! Foi uma ideia bastante criativa e um tanto quanto corajosa da autora, Meg Cabot, que, entretanto, funcionou super bem, imprimindo um ritmo impressionante à trama. É um livro de romance, aventura, investigações policiais e comédia. 397 páginas, devorado em 3 dias!

Sinopse: Escrito em forma de mensagens de e-mail, ‘O garoto da casa ao lado’ revela a história de Melissa Fuller, uma jornalista de celebridades que está prestes a perder o emprego. Numa certa manhã, Mel está 68 minutos atrasada para o trabalho, completando assim seu 37º atraso no ano. Um recorde. O departamento de Recursos Humanos já lhe mandou um memorando oficial sobre o assunto, seu chefe duvida seriamente do seu compromisso com o jornal e, além disso, até sua melhor amiga anda preocupada com seu bem-estar psicológico. Contudo, dessa vez, ela tem uma desculpa de verdade – estava socorrendo Helen Friedlander, sua vizinha de oitenta anos, que entrou em coma após levar um golpe na cabeça, em conseqüência de um misterioso atentado.